Livro


Estamos vivendo um tempo em que o evangelho está se tornando uma coisa corriqueira, sendo cada vez mais banalizado através das atitudes de alguns que dizem ser cristãos. Os preceitos bíblicos estão sendo substituídos pelo chamado “Evangelho Atual”, no qual pessoas vivem uma vida como se tudo fosse possível, tentando ainda deturpar a Palavra de Deus para justificar sua conduta pecaminosa. Gente que perdeu totalmente o temor e o tremor do Pai, negligenciando todos os ensinamentos que Ele nos deixou para cumprir. Virou moda dizer que é evangélico, que faz parte de alguma comunidade, mas sem viver o amor do Pai que justificaria essa afirmação.
Isso tem gerado um problema cada vez mais comum, pois muito do que é “normal”, para a maioria das pessoas, está em desacordo com o ensinado na Palavra de Deus. E sabemos que “Tudo me é lícito, mas nem tudo me convém. Tudo me é lícito, mas não vou me deixar dominar por nada disso” (I Co 6:12). Pessoas chamadas de “Filhos de Deus” estão se relacionando cada vez mais com o que há de pior no mundo, largando os ensinamentos que receberam, experiências espirituais, relacionamentos abençoados, ministérios etc., por prazeres momentâneos e sujos. Prazeres esses provindos de uma natureza que faz parte de nós, traduzida pela bíblia de “Carne”. Esses anseios da “carne” estão corrompendo e degradando jovens e adultos que se deixam levar pelo momento. Muitos se envolvendo com pornografia pesada através da internet, relacionamentos totalmente sem compromisso, envolvimentos sexuais, sensualidade ao extremo, feitiçaria, adultério, homossexualidade, swing, bebida, drogas, movimentos da nova era etc. Tudo que leva uma pessoa a cair em um mundo de destruição.

O pior é que estamos encontrando isso no meio de nossa comunidade cristã, em especial nos nossos jovens e adolescentes que tanto tentamos afastar desses prazeres da “carne”. Estes têm seguido uma moda imposta por satanás nesse século e se abrindo para destruição, sem ao menos saber que estão fazendo isso, envolvendo-se cada vez mais profundamente nesse conceito perverso. Ministros, levitas, moças, jovens, que vivem com brechas totalmente abertas, por onde satanás e seus demônios entram com toda essa sujeira, deixando-os completamente cegos e levando-os à destruição moral, física e espiritual. Cristãos estão se envolvendo com uma paixão desenfreada por prazeres sexuais proibidos.

Quando analisamos essa realidade mais profundamente com a Palavra de Deus, entendemos o porquê de tantas famílias sofrendo horrores com seus adolescentes e jovens entregues nesse mundo demoníaco. A quantidade de homens e mulheres que se envolvem com o adultério físico, e as vezes digital, está levando ao esquecimento de todos os votos feitos na cerimônia do casamento, ocasionando um enorme crescimento do divórcio no mundo. Entendemos, também, o porquê de tantos ministérios e talentos enterrados por tanta sujeira. Tantos ministros que perderam a unção de Deus, vivendo num comodismo sem interesse em conhecer a verdadeira essência divina do Pai. Perdem, com isso, aquele louvor profético que ouvíamos antes; aquela palavra cheia de unção que costumávamos ter em nossos cultos; aquela alegria de estar junto do grupo; aquele primeiro amor que trazia tanta alegria; aquele dom de cura em que Deus realizava proezas; aquela liderança eficaz que formava um grupo forte e ativo; aquele pastorado que amava suas ovelhas, mas que hoje não se preocupa mais, vendo-as escapar do rebanho e entrando direto nas garras do inimigo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário